Terceira Margem Amazônia, Vol. 2, No 6 (2017)

POPULAÇÕES TRADICIONAIS, MODERNIZAÇÃO NA AMAZÔNIA E AS QUEBRADEIRAS DE COCO-BABAÇU NO MUNICÍPIO DE SÃO DOMINGOS DO ARAGUAIA/PA

Andréa Hentz de Mello, Valtey Martins de Souza

Resumo


Neste trabalho, o termo “populações tradicionais” ou “comunidades tradicionais” são índios, pescadores, populações quilombolas, seringueiros,
trabalhadores rurais, que lutam para permanecer nos territórios ocupados por elas historicamente. A temática principal versa sobre o processo de modernização na Amazônia impactando as populações tradicionais, como as quebradeiras de coco-babaçu do município de São Domingos do Araguaia/Pará. Partindo do objetivo principal, o trabalho verificou como as quebradeiras locais percebem seus territórios que passaram por este processo de “modernização”. A metodologia utilizada fez uma releitura acerca do conceito de “população tradicional” e revisão das temáticas “modernização na Amazônia”. A pesquisa de campo apontou o território como um recurso e abrigo composto pela apropriação da tradição simbólica dessas comunidades.

Texto Completo: PDF